Tribuna de Petrópolis

A+ A A-

Com uma moedinha, de qualquer valor, é possível acender vela virtual em capela

Numa época em que as ferramentas virtuais estão cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas, até as igrejas têm apostado em novas formas de renovar a fé.

Na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, no Centro, os velários virtuais fazem sucesso e são responsáveis por parte significante da arrecadação da paróquia.

Os velários virtuais, localizados na Igreja do Sagrado e na Capela de Frei Galvão, foram implantados há cerca de 5 anos, como substituição aos tradicionais. “A principal motivação foi a reforma da igreja. Essa medida certamente foi tomada para prevenir a degradação das pinturas, pela fuligem e outros fatores. Como as igrejas também são orientadas a evitar o excesso de velas e candelabros, como era antigamente, para evitar incidentes a escolha foi a mais adequada”.

Tudo funciona de forma muito simples: o devoto deposita uma moeda, de qualquer valor, e automaticamente uma vela é acesa. Um simbolismo que representa um encaminhamento. “Acender uma vela é um ato de devoção, uma tradição européia que foi trazida para cá, como forma de pedir luz sobre uma causa, uma decisão.”

Membros do Apostolado da Oração do Sagrado, Maria de Lourdes e Yolanda Marques já perderam as contas de quantas moedas já depositaram, em busca de um auxílio espiritual. “Acho bonito. Mais uma maneira de louvar ao Sagrado Coração”, disse Maria. Frequentadora da paróquia há mais de 50 anos, Yolanda diz lembrar de quando os velários foram colocados: “Foi frei Adriano, pároco da época, quem os trouxe”.

A paróquia do Sagrado Coração de Jesus tem missas todos os dias e frei Ângelo revela que o volume de preces da comunidade é grande. “Por semana, a coleta recolhe aproximadamente 500 moedinhas de cada um dos velários”. Forma simples de ajudar a paróquia e renovar a fé.

 

 

 

© 2010/2011/2012/2013 Tribuna de Petrópolis Ltda - Todos os direitos reservados - Nenhum material pode ser copiado ou reproduzido sem autorização por escrito. Sites do Grupo Tribuna de Petrópolis: www.e-tribuna.com.br, tribuna.fm e www.graficasumauma.com.br.